CategorySem categoria

OBRIGADO

Por apoiar a conservação da floresta autóctone e a prevenção de incêndios florestais.

A plantação de 7650 exemplares de pinheiro-bravo e de outras espécies autóctones decorreu no talhão 58 do Pinhal de Leiria, zona que foi altamente fustigada pelos incêndios que afetaram a zona em outubro de 2017 e onde a reflorestação se configurava como altamente necessária. Os 7650 kits de reflorestação adquiridos por portugueses e estrangeiros a respeito da edição de 2018 da campanha “Uma Árvore pela Floresta” juntaram muitos voluntários que assim contribuiram para plantar uma parte das árvores correspondentes aos 7650 kits vendidos nas lojas e no site dos CTT.

PLANTAÇÕES 2018
Nº DE PLANTAS
ESPÉCIES PLANTADAS
VOLUNTARIADO
LOCAL/ COORDENADAS
PARCEIROS

Mata Nacional de Leiria

7.500 Pinheiro-bravo (Pinus pinaster)/td> 19 março 2019 Talhão 58

ICNF

https://www.imagensdemarca.pt/artigo/ctt-e-quercus-plantam-arvores-no-pinhal-de-leiria/?fbcl

Intervenção alargada

Na sequência da enorme adesão dos Portugueses à campanha “Uma Árvore pela Floresta”, tornou-se possível intervir em mais áreas para além das que já estavam previstas. Deste modo, face às consequências terríveis dos incêndios que ocorreram em Outubro na região Centro do País, a Quercus e os CTT informam que, no decorrer do primeiro trimestre de 2018, vão ocorrer plantações nas Áreas Protegidas do Parque Nacional da Peneda-Gerês, dos Parques Naturais do Tejo Internacional, Alvão, Montemuro e da Serra da Estrela, bem como acções de reflorestação de floresta autóctone nas áreas ardidas do centro do País, nomeadamente em Arganil, Oliveira do Hospital e Castanheira de Pera.

As plantações serão realizadas em colaboração com o ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, Juntas de Freguesia e Baldios. Oportunamente, todas as pessoas e entidades adquirentes do kit “Uma Árvore pela Floresta” serão informadas sobre as datas disponibilizadas para a participação em acções de voluntariado no âmbito das plantações.

Campanha “Uma árvore pela floresta” chega à Madeira